Fundo branco

PERGUNTAS FREQUENTES

Listamos abaixo algumas dúvidas mais frequentes. Caso sua dúvida não esteja aqui, entre em contato conosco.

01 - É permitido contratar um Detetive Particular?

Sim! No dia 11 de abril de 2017 foi sancionada a Lei Federal n.º 13.432 que reconhece a profissão detetive particular no Brasil. Segundo essa Lei será considerado detetive quem coletar dados e informações por conta própria ou na forma de sociedade civil ou empresarial, de natureza não criminal, com conhecimento técnico e utilizando recursos e meios tecnológicos permitidos, visando ao esclarecimento de assuntos de interesse privado do contratante, não podendo ser espalhadas ou divulgadas.

Esta mesma Lei permite que o detetive particular colabore com investigação policial em curso, se autorizado pelo cliente e pelo delegado de polícia, “que poderá admiti-la ou rejeitá-la a qualquer tempo”.

A CBO - Classificação Brasileira de Ocupações (MINISTÉRIO DO TRABALHO) é o documento que reconhece, nomeia e codifica os títulos e descreve as características das ocupações do mercado de trabalho brasileiro.  A ocupação de DETETIVE PROFISSIONAL está disposta na CBO com código 3518-05, como ocupação lícita em todo o território nacional, publicado no Diário Oficial da União em 22 de Junho de 1.978, seção I, parte I, páginas 9370, 9379 e 9381. Aprovada pela Portaria nº 1.334 de 21 de Dezembro de 1.994 - D.O.U. 23/12/94, seção 1, página 20388. Código da atividade anterior: 5-82-40, alterado para o Código atual em 2002;

02 - O atendimento é em todo o Brasil?

Sim! Estamos situados nas cidades de São Paulo/SP e Campinas/SP mas atendemos também em todo o Brasil.

03 - Quanto custa o serviço?

Não existe uma tabela fixa, o valor do serviço é calculado após analisarmos alguns fatores e informações sobre o caso, por exemplo: um serviço para investigar uma suposta traição, na mesma cidade onde a pessoa reside, é muito menos dispendioso que uma investigação para localizar uma pessoa desaparecida há anos onde não se tenha rastros da mesma e seja necessário realizar viagens.

 

Os principais fatores que levamos em conta para fazer um orçamento são: tipo de investigação, localidade, tempo aproximado que irá durar a investigação, grau de dificuldade, procedimentos técnicos que serão adotados, equipamentos, números de agentes e veículos que serão utilizados, entre outros.

Portanto, é necessário que você entre em contato conosco e passe as informações pertinentes ao caso para realizarmos seu orçamento.

Utilizamos técnicas modernas e eficientes com preço acessível, proporcionando qualidade e satisfação garantida. Te daremos um desconto de até 20% no pagamento à vista ou parcelamos em até 10X no cartão de crédito, em até três cartões diferentes.

04 - Tem desconto no pagamento à vista?

Sim! Te daremos um desconto de até 20% no pagamento à vista em dinheiro, cartão de débito ou transferência bancária (TED / DOC / PIX).

05 - Aceitam cartão de crédito?

Sim! Parcelamos em até 10X no cartão de crédito o valor do serviço, em até três cartões diferentes. Aceitamos também pagamento em Bitcoin.

06 - O material fornecido após conclusão do serviço, tais como: fotos, vídeos e relatórios, poderão ser usados para fins judiciais?

Sim! Trabalhamos totalmente dentro das leis brasileiras, entregamos material que poderão ser usados como evidência em processos e outras situações.

07 - Tenho garantia de que haverá sigilo absoluto e discrição total?

Sim! O sigilo absoluto e discrição total são essenciais e fazem parte do código de ética da profissão. Temos permanente respeito no tocante aos problemas privados de cada cliente que nos procuram, geralmente com assuntos delicados, onde conduzimos cada caso com diligência e atenção.

Estamos há mais de 10 anos no mercado, agindo com profissionalismo nas investigações e seguindo os preceitos deontológicos da profissão, buscando superar expectativas nas questões de moral, ética e disciplina.

 

No dia 11 de abril de 2017 foi sancionada a Lei Federal n.º 13.432 que reconhece a profissão detetive particular no Brasil, estabelecendo os deveres e direitos dentro de sua atividade, entre eles os Artigos 6º e 11º que determinam o sigilo do detetive particular e cliente.

 

É de fundamental importância também mencionar que o Código Penal brasileiro de 1940 capitula o crime de violação de sigilo em seu Artigo 153.